torredemoncorvoinblog@gmail.com

sábado, 10 de maio de 2008

Portão do cemitério


Com a proibição do enterramento nas igrejas, no séc. XIX, foram criados os cemitérios públicos.
O portão do cemitério de Torre de Moncorvo ostenta a data de 1869, sendo um trabalho notável em ferro forjado e fundido, obra de ferreiro desconhecido.
foto: a.basaloco

3 comentários:

AGoncalves disse...

Bonita fotografia e magnífico trabalho em ferro. Já tenho fotografado portões de cemitério, mas raramente digo que o são...
Com a luz de frente... não podia estar melhor.

Nelson disse...

Um raio de extinta luz, perdendo-se no fundo da copa dos ciprestes... Uma fotografia que fala, transmite sentimentos... Há nostalgia na sombra que as grades projectam no chão, para o Aquém... a Luz vem já do Além, onde silenciosos jazigos meditam. E a arte do ferreiro? a arte que nos passa ao lado, porque viramos a cara quando passamos ao lado destes locais... Grande fotografia, Toninho! - E, é verdade, chegámos ao contacto com o Aníbal Gonçalves por via destas obras notáveis de ferro forjado que ele registou para Vila Flor. Tal como foi ideia dele o arabesco de ferro forjado que encima a coluna da direita deste Blog, bem a propósito da Terra do Ferro. Talvez se pudesse substituir o modelo idealizado pelo coroamento deste portão, mais real, ainda que funéreo... Obrigado a ambos!

vasdoal disse...

Toninho, um plano entre o terreno e o divino - semi- etéreo.

eXTReMe Tracker