torredemoncorvoinblog@gmail.com

quinta-feira, 19 de junho de 2008

Os berrões

Museu Nacional de Arqueologia - Lisboa
" Exposição - Religiões da Lusitânia"

Já que as alheiras estão por perto, aqui estão alguns berrões (4) referidos nas " Religiões da Lusitânia", por J. Leite de Vasconcelos, encontrados nas Cabanas - Torre de Moncorvo.

1 comentário:

N. disse...

Caro Vasdoal, saberás porventura que as alheiras, segundo a lenda, terão sido inventadas para fugir à chicha do, com a sua licença, reco... por isso, alheira e reco/porco/verraco/cerdo (esta para o amigo Angel) não combinam... Embora no que respeita ao presunto, salpicão, chouriço, ah, se o porco voara, não houvera carne que lhe chegara, escreveu o Abade de Baçal...
Estes são, de facto, os míticos berrões das Cabanas de Baixo, freguesia da Cabeça Boa, concelho de Torre de Moncorvo. A eles se referiu o grande M. Torga, in "Traço de União" (1954), quando escreveu: "monstros que parecem monstros, e são deuses, como a porca de Murça e os berrões de Cabanas de Moncorvo"...
Como bem sabe o nosso amigo Ángel Garcia, de Salamanca, esto es el nuestro Dios Cerdo, Jabalí, o Toro, que todolos hacen parte de una família que nuestros maiores han adorado tanto en los altares, como en el mesón, que desde siempre con el Dios se hace la comunión...
Abraço/Saludos,
N.

eXTReMe Tracker