torredemoncorvoinblog@gmail.com

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

fonte no Carvalhal

No Carvalhal, freguesia do Felgar, não há só muitos carvalhos, aprecio com apetite o pão, a bola de azeite, às vezes alguns económicos, mas nunca passo no Carvalhal sem encher alguns garrafões de água nesta antiga fonte que está na fotografia. As barragens abundam por todo o vale da Vilariça, só a qualidade da água é cada vez pior. Porque será?

7 comentários:

Anónimo disse...

Conhecida como Fonte de Fontelas, foi propriedade da CP antigamente, reza a História que este fontanário e de Torre de Moncorvo junto da Estação foram construidos pela CP, para darem de beber aos habitantes destas terras, o nascente é logo por cima.
Atenciosamente

N. disse...

Sobre o comentário anterior a este "post", realmente desconheço se alguma vez se chamou de Fontelas, pois sempre lhe ouvi chamar de Lamelas. Do mesmo modo, é quase certo que nunca foi propriedade da CP (presumo que "CP" aqui signifique a companhia de caminhos de ferro), nem tão pouco a sua construção teve a ver com os caminhos de ferro, pois é muito anterior, do século XVIII. Está lá a data e o corregedor da comarca que mandou fazer a obra. Do mesmo modo, estava lá a coroa do rei de Portugal, sobre o respectivo escudo (note-se que a linha do Sabor, que passa perto, nesta zona foi já construída sob o governo da República; aliás, deve ter sido nesta fase que foi picada a coroa real). A cruz que encima o chafariz é também recente (não deve ter 10 anos, como se nota bem pelo granito mais novo).
Merece a pena uma visita e, de preferência, utilizando a ecopista que passa muito próxima. De caminho, pode aí comprar um pãozinho quente na padaria ao lado (omito o nome, para não ferir susceptibilidades da concorrência) e pode refrescar-se nas águas desta fonte.
Parabéns ao Aníbal por nos trazer à colação este património que passa despercebido, apesar de ser mesmo ao lado da estrada.
N.

LOPES disse...

Caro Nelson acho que quem deixa comentários no anonimato nem lhe devemos ligar, porque parece que é hábito algumas pessoas serem Heróis em frente a um monitor de PC, se comentassem aquilo que sabem e podessem dizer a verdade acho que sim, realmente o local é Lamelas-Carvalhal perto da padaria do Miguel, Fontelas não sei onde deve haver lapso da pessoa ao querer ter protagonismo.

Das Terras do Bocage para todos um abraço.

N. disse...

Caro Lopes,
acho que não devemos ser tão radicais. Isto é um blog, onde os "posts" funcionam como pretextos de comunicação, ou de discussão civilizada (ou seja, troca de impressões). Se um visitante (do blog) emite uma dada opinião que não nos parece certa, podemos/devemos corrigi-la, pois é assim que o conhecimento se desenvolve. Se a pessoa persistir na sua versão, então deverá fundamentá-la. Eu documentei a minha afirmação com o que lá está escrito, mas se me provarem que a CP comprou a fonte (ou se apropriou dela), se eu vir o documento, ou o testemunho credível de algum habitante da zona, deverei ser eu a corrigir-me. Mas tenho quase a certeza de que o nosso amigo está enganado, o que não o impede de opinar. Um fórum de discussão é isto mesmo, por isso sejamos democráticos.
Um abraço a todos, do
Nelson
P.S. - quanto ao "anonimato", pode ser que a pessoa não queira dar nas vistas (e, nesse caso o Lopes tem de conceder que a pessoa nem quis o tal protgonismo, eheh); em certos casos, o anonimato até se pode compreender, mas neste também não sei porquê.

Anónimo disse...

Senhor Nelson eu em tempos disse a esse penso que vosso colaborador sobre a situação do Sabor que para aqui a gente tem que manter o anonimato, eu até o compreendo esse vosso amigo/colaborador mas..., por vezes tem que ser, duma coisa esse senhor pode e poderá estar certo em certas opiniões que ele tem eu estou completamente de acordo, sei que não será netse local o próprio para tecer certos comentários.
não tenho qualquer intenção partidária, agora confundir é uma coisa tecer será outra, mas reafirmo que foi a CP que construiu a fonte de lamelas, e masi tarde mostrarei documentação nesse sentido.

Nelson disse...

Caro amigo anónimo,
A CP pode ter construído outra fonte de Lamelas, mas não esta! Para já a designação da companhia dos caminhos de ferro como CP é relativamente recente, pois quando a linha do Sabor (este troço entre Moncorvo e Carviçais é já posterior a 1910) foi construída, ainda nem se chamava assim! Se clicar sobre a foto verá lá uma inscrição. Essa inscrição, sob o escudo real, é do século XVIII e diz lá quem mandou construir o dito chafariz. Se continuar com dúvidas sugiro que consulte a documentação existente no arquivo histórico municipal de Torre de Moncorvo.
Sobre os restantes comentários relativamente ao nosso conterrâneo A.Lopes, na verdade devem resolver isso noutro local e não aqui, ok?

LOPES disse...

Notícia interessante para aqueles engraçadinhos que adoram fazer comentários anónimos, ofendendo e fazendo calúnias entre outras afirmações dos blogueiros, e do comentários impróprios. Cuidado com o aquilo que escrevem e afirmam,o seu comentário pode ser utilizado contra o anonimo na justiça.Pois caso não saiba existem sempre formas de localizar através do endereço de IP e de rede o local do PC onde se escreve o que não deve. Não sabia?

eXTReMe Tracker