torredemoncorvoinblog@gmail.com

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Programa das Amendoeiras em Flor 2009


21 de FEVEREIRO (SÁBADO)
11.00H
........Abertura da XXIII FEIRA DE ARTESANATO com actuação da
........Banda Filarmônica de Carviçais
........Largo da Corredoura
12.00H
........Inauguração da Exposição" Arquitecturas da Paisagem
........Vinhateira" - Museu do Douro
........Patente até 21 de Março - Centro de Memória
15.00H
........Actuação da Banda Filarmônica de Carviçais
........Praça Francisco Meireles
22.00H
........Actuação de Viva Brasil e Márcia Valli
........Largo da Corredoura

22 de FEVEREIRO (DOMINGO)
14.00H
........Actuação de David Caetano
........Largo da Corredoura
16.00H
........Actuação de DJ (Anos 80, Música Brasileira e Música Latina)
........Largo da Corredoura

24 de FEVEREIRO (TERÇA- FEIRA Carnaval)
15.00H
........Actuação de José Alberto e sua Banda
........Largo da Corredoura

28 de FEVEREIRO (SÁBADO)
22.00H
........Actuação de Claudisabel e Eduardo Santana
........Largo da Corredoura

10 comentários:

Anónimo disse...

....Flor de almendro,flor de un día
flor de delicado aroma.
Flor de almendro flor de un día,
el Duero a tus pies asoma.
...
¿que sería de la primavera en estas tierras,sin los almendros?.
....
Trás-os-montes portugueses,
laderas de aceite y vino,
de almendros y naranjales,
de corazones amigos.

...
Ya se,siempre quedaría el vino y la hospitalidad de la raya.Claro,y el licor de canela.
Un abrazo,Angel

Wanda disse...

Olá!
Ainda não tive a oportunidade de ver as amendoeiras floridas,dizem que é um grande espetáculo da natureza.
Como não poderei estar presente a estas festas , que imagino serem muito divertidas,peço aos que forem, divirtam-se bastante!
Aqui ficarei a apreciar os desfiles das escolas de samba pela televisão,pois em São Paulo já não existe mais os carnavais de rua como antigamente.
Se vocês acham que há mudanças numa Vila (linda)como é Moncorvo, imaginem a Megalópole cidade de São Paulo,a terceira Metrópole do mundo, com mais de vinte milhões de habitantes só na área urbana.
Aqui se misturam todas as raças, sendo a maior colônia japonesa fora do Japão, a maior colônia portuguesa fora de Portugal, a maior colônia libanesa fora do Líbano e a maior colônia espanhola fora da Espanha, além de ser a terceira maior cidade italiana fora da Itália. É uma cidade que reúne muitos povos e muitas culturas.
Portanto os festejos de carnaval de rua já se perderam.Agora só existem os desfiles de escolas de samba e os bailes em salões de clubes.
Embora nascida aqui há mais de cinqüenta anos, sempre me imagino morando num lugar mais calmo, onde se possa saborear a vida.
Vá lá! Mesmo assim podem notar que não consegui ficar sem falar de SP,(risos) é como diz Caetano Veloso na música Sampa.

" E quem vende outro sonho feliz de cidade
Aprende depressa a chamar-te de realidade
Porque és o avesso do avesso do avesso do avesso."

Um dia ainda vou ai ver as amendoeiras em flor, espero!
Abraço a todos!
Wanda
São Paulo 10 de fevereiro de 2009

n. disse...

Bravo, Ángel!!
Só faltou citar o autor desse extraordinário poema (está traduzido para port. e publicado numa edição do Mensageiro de Bragança, de 31.03.2000), que é o Marqués de los Mojones, que bem conhecemos, poeta salamantino, grande amigo de Trás-os-Montes e de Torre de Moncorvo em especial!
Dia 21 seria boa ocasião para distribuir o poema completo, que só sei que começa assim:

"Honor grande el que tu tienes
flor de almendro la primera
con tu amanecer temprano
anuncias la Primavera..."

Talvez o meu amigo Henrique de Campos aceda a fazer uma apresentação do poema e do autor, mas depois teremos que escutá-lo de viva voz, da parte do seu autor! - e não só esse, pois sabemos que Marqués de Los Mojones tem muitos mais!

Gracias,
N.

N. disse...

"Embora nascida aqui há mais de cinqüenta anos, sempre me imagino morando num lugar mais calmo, onde se possa saborear a vida". - esse lugar existe, aqui, Wanda! Seja na alcantilada Lousa, ou no velho burgo da Torre de Moncorvo. Tire umas férias prolongadas para experimentar. Poderá depois ver as amendoeiras em cada ano, a anunciar o fim do Inverno, parafraseando o poeta salamantino que atrás citei.
Entretanto continue a falar-nos da grandeza estonteante de S. Paulo, que sabemos ser a maior cidade do hemisfério Sul. Está nomeada a embaixadora de Torre de Moncorvo e de Trás-os-Montes nessa cidade, ok?

Wanda disse...

Olá N!
Embaixadora da Torre de Moncorvo e de Trás-os-Montes.Sem o titulo devidamente outorgado,... já o sou!
Não há pessoa com quem eu converse aqui deste lado do hemisfério Sul, a qual eu não fale das maravilhas dessas terras transmontanas!
Creio que não é por acaso que Deus me enviou um parceiro nascido ai no alto da Serra do Reboredo!
Já pensei muito em morar alguns meses ai em Moncorvo ou na Lousa, mas a família está toda aqui, tenho um casal de filhos, genro, nora e uma netinha.Tenho também meus pais velhinhos, mas nunca se sabe os caminhos que vida vai tomar.Meus sogros também vieram dai, deixando muitos entes queridos, inclusive os pais!
Nas minhas pesquisas interneticas, descobri o blog e como disse o Zagalo velho técnico da seleção brasileira :-"Vocês vão ter que me engolir!".(risos)
Brincadeiras á parte, claro, sempre que houver uma brecha, estarei a falar de São Paulo.Quem não se orgulha de sua terra natal?
Agradeço a amabilidade de todos do blog!
Abraço paulistano!
Wanda
São Paulo, 10 de fevereiro de 2009

N. disse...

viva Wanda! Então só falta a nomeação formal para ter a acreditação no corpo diplomático da nação transmontana - vamos propor isso ao governo (na clandestinidade) da República de Trás-os-Montes (Miguel Torga preferia que fosse reino: o seu Reino Maravilhoso!) e com um pouco de jeito e progressão na carreira ainda vai parar à ONU! ehehe - por acaso havia aqui um retiro num dado café (Basílio), onde se reuniam os homens poderosos cá do sítio, isto no período antes e até depois do 25 de Abril de 74, motivo pelo qual o resto do povão passou a designar esse retiro como a "ONU".
Pois quanto às férias prolongadas, os filhos e noras já são crescidos, não há problema! E os pais e os sogros vêm também!
Quanto a ter de a "engolir" é com todo o gosto! A sua "aparição" foi também uma lufada de ar tropical e a certeza, para nós, de que estamos a chegar até aí bem longe. - E olhe que "de longe se faz perto", que o diga o Zagalo, que não haverá uns 4 anos que esteve aqui em Torre de Moncorvo, onde lhe foi feita uma homenagem. Sabia??? Se tem dúvidas, pergunte-lhe, hehehe - como vê, Moncorvo é o centro do Mundo! até Zagalo já cá esteve!
abraço retribuído, a partir da serra do Roborêdo, envolvendo seu marido e nosso conterrâneo!
N.

Anónimo disse...

Olá ,Anibal!
Acho que deverias inscrever a foto da flor da amendoeira numa galeria.
Ela está ótima!
Veja as fotos desta galeria onde também podes inscrever as tuas

http://br.olhares.com/

OBS:Não tenho nenhum vínculo com o site em questão, apenas sou admiradora de fotos bem tiradas, ok?

Abraços
Wanda
São Paulo,11 de fevereiro de 2009

Wanda disse...

Olá N.
Não me digas? O Zagalo esteve ai? Isto eu não sabia!Até vocês tiveram que o engolir?
Esses assuntos de 25 de abril e MRPP,Comunismo,Socialismo Democracia,Anarquismo,etc e tal, não me apetece muito.
Sou politizada sim, mas é uma coisa que não gosto muito de opinar embora tenha já minha opinião formada á respeito do assunto.
Já dizia Bakunin: “Dê poder ao mais radical do revolucionários e veja como ele se torna rapidamente um ditador”. (Chiii, sem querer opinei!)
Não sei porque esta frase me martela o cérebro e costumo pensar nela sempre nas eleições!
É bom saber essas histórias acontecidas em Moncorvo!Então ai também vocês têm uma ONU.
Aqui no Brasil também já tivemos um plebiscito para escolher entre Democracia e Monarquia.
Acho que alguns ainda têm saudades do tempo em que D.João VI por aqui andava...
Agradeço o termo "lufada de ar tropical"..espero não me tornar uma tempestade tropical, como as que andamos tendo neste verão !(risos)
A propósito, devo esclarecer que meus sogros já são falecidos.
Alguns apelidos de pessoas da Lousa/Moncorvo que vieram para o Brasil e que ainda mantemos contacto:Leão,Queijo;Arrepia;Muchagata,Videira,Gemelgo,Pires,Fidalgo,Reis Filipe,Afecto.(Eu faço parte dessas duas ultimas famílias citadas).
Agradecemos e retribuímos o abraço!
Wanda
São Paulo/Brasil

Júlia Ribeiro disse...

O Largo da Corredoura, aquela "terra dos índios" tornou-se um Centro de Animação !

N. disse...

olá Wanda, de novo! é, a gente "engoliu" bem o Zagalo, creio que foi numa actividade desportiva aqui realizada.
Também partilho essa sua ideia e citação do Bakunine. Quanto às referências políticas que por vezes aqui se mencionam há-de notar que o são apenas como aspectos históricos, embora de uma história (ainda) recente de torre de Moncorvo. Não encontrará aqui apologias ou críticas (pelo menos da minha parte, visto que me interessa mais a dimensão sociológica e, por vezes, antropológica dos fenómenos). - Quanto à nossa "ONU", por exemplo, já desapareceu, tendo falecido todos os seus "membros", que eram tipos sociais locais, digo, elementos-tipo.
Seja "lufada de ar" ou "tempestade tropical" à vontade, a ver se nos ajuda a aquecer este tempo inverniço e a fazer desabrochar as amendoeiras (que já começaram a sorrir).
Quanto às famílias que nomeou, de lousenses no Brasil, pois ainda temos aqui alguns apelidos desses, bem conhecidos, alguns mesmo vivendo na vila: Queijos e Afectos, por exemplo.
Ficam as minhas saudações para essa comunidade moncorvense no Brasil e um forte abraço para si,
N.

eXTReMe Tracker