torredemoncorvoinblog@gmail.com

domingo, 19 de abril de 2009

Apresentação de livros - 25 de Abril

No dia 25 de Abril serão lançados em Torre de Moncorvo três novos livros. Entre eles está "Fantasmas de uma revolução" de António Sá Gué.

Não resisto a transcrever alguns parágrafos do livro "Contos dos Montes Ermos", que ando a ler:
"Nas levadas, as meruges e rabaças, ensopadas em água, como se matassem uma sede mirífica, dificultavam a defluxão, construindo pequenos, açudes, onde o passaredo se espojava. O richa-cavalinhos, nas manhãs frias de geada, quando a terra codilhada range debaixo dos botins, e se arreganha a mostrar dentes de velha, vinha relinchar enquanto voava, anunciando mudança de tempo. Um melro de bico amarelo repotreava-se na figueira do Toino Varal, que tinha os melhores figos pingo-de-mel que aqueles vergéis aluviais davam.
Um casal de vaidosos pintassilgos vinha construir o ninho entre as frondes de uma rescendente malapeira, que os ganapos já haviam descoberto, pelo que o desvelo posto na vigilância do ninho fora tanto ou tão pouco que a pintassilgo acabara por enjeitá-lo. Os láparos desciam das lorgas que tinham lá no alto e vinham derriçar os talos carnudos das tronchas galegas que orlavam as hortas e haviam de ser ceia na noite de consoada. Os tourões fedorentos, pela calada da noite, esgadanhavam as abóboras porqueiras, acabando por estragar mais do que comiam. Os javalis, no tempo da castanha, desciam do moitedo e não havia ouriço que não fosse esventrado, quando embicavam pelas hortas, levando tudo a eito: a rodriga do feijão era tombada, o cebolo arrancado, os tomateiros pisados - parecia que o diabo se havia espojado ali."

11 comentários:

Baiqueeuespero disse...

Louvo a atitude da Câmara em continuar a apoiar todos os lançamentos de livros de pessoas do concelho. Estou um pouco desiludido com a Junta de Freguesia de Carviçais que desta vez não quiz apoiar o lançamento do Sá Gué. É uma pena!!!
É uma terrivel falta de visão cultural!! ( estou a ser muito simpático).
Bota lá Gué....continua que estás no bom caminho.

Júlia Ribeiro disse...

Sá Gué: Muitos parabéns! Tenho a certeza que esteve entre amigos e que o lançamento foi um grande e merecido êxito.
Quanto eu gostaria de ter estado lá! Mas a saúde não está a ajudar.

Um grande abraço
Júlia

António Sá Gué disse...

Amiga, Júlia Ribeiro!

Obrigado. Foi muito bonito.
Estive efectivamente entre amigos. Estava tudo esplendoroso, uma organização maravilhosa, e isso deveu-se também ao empenho da Drª Helena Pontes, e toda a sua equipa, a quem por lapso não agradeci públicamente. Aqui me penitêncio, e aqui lhe deixo um MUITO OBRIGADO verdadeiramente sentido.
Foi tudo lindíssimo.
A si, amiga Júlia, desejo-lhe muita saúde e muito sucesso.
Gostava muito de a conhecer pessoalmente, porque na escrita já a conheço, os livros têm esta magia, quando fôr a Moncorvo vou tomar um café consigo, se tiver a maçada de me aturar.
Um abraço.

Júlia Ribeiro disse...

Caríssimo Sá Gué:
Obrigada pela sua resposta rápida.
Terei todo o prazer em tomar uma bica na sua companhia. Fica combinado para dia 6 de Junho, se o meu Amigo tiver oportunidade.
Um abraço
Júlia

Anónimo disse...

Com muito pesar meu, por motivos imprevistos, não pude estar presente no lançamento do último livro do António Sá Gué, assim como dos nossos poetas populares ti Bento Morgado e tio Joaquim dos Chibos. Folgo em saber que correu tudo muito bem e desde já agradeço as "Duas Faces da Moeda", que o António fez obséquio de me enviar pelo nosso comum Amigo Beto Areosa, e que já comecei a devorar. Muito OBRIGADO Amigo!
(só tenho pena que uma obra com a qualidade das Duas Faces - para além dos Contos dos Montes Ermos - seja ainda tão pouco conhecida! - por isso desejo-lhe o maior sucesso aos "Fantasmas da Revolução" e que obtenha o reconhecimento que merece).
Aquele abraço,
N.

António Sá Gué disse...

Obrigado, amigo Nelson,

Não é fácil...

Abraço.

Anónimo disse...

Projectos profissionais prementes têm-me mantido afastado das lides blogueiras - razão por que , indesculpavelmente , não saudei o lançamento do novo livro do Sá Gué. Apesar de não ter estado presente não quero deixar de lhe manifestar o maior êxito para o mesmo e os outros que já publicou. Que provam à saciedade que a força da sua escrita se afirma cada vez mais e que o mundo não se esgota nas tertúlias e quintinhas da mediocridade nacional. Os seus personagens tão genuínos falam por si.
Um abraço do
Daniel de Sousa

Isabel Mateus disse...

António,

Ainda bem que tudo correu maravilhosamente!
Concordo plenamente com o simpático N., pois também eu estou adorar Contos dos Montes Ermos. Depois direi algo sobre os outros livros, que terão, sem dúvida, a mesma qualidade.

Força, vizinho!

Um grande abraço,

Isabel

António Sá Gué disse...

Olá Isabel,

Também eu adorei os teus "Outros Contos da Montanha" captaste muito bem a alma e o sentir transmontano.

Abraço!

Anónimo disse...

Matar saudades. Receita: queijo da Cardanha, tchouriço de Urros ,pão do Carrvalhal, uma(?)garrafa de tinto Montes Ermos reserva e o book do Sá Guê(a capela dos montes ermos fica para uma neojunqeirada). Comendo, bebendo e lendo até ao ultimo cibinho do peguilho.As Duas Faces da Moeda e os Fantasmas de uma Revolução já estão no farnel para a próxima consulta de desintoxicação.
À ,e a ver o mar…com saudades da fragada…Sá Gué, Victor Rocha, Isabel Mateus, uma rebofa de talento e memórias. Dizem os tontos, que as aldeias estão a morrer…
Da vila nada. A Júlia é cordoura, no sangue, na coragem ,na verdade do lavrador da vilariça.
Os Fantasmas de uma Revolução ,Outros Contos da Montanha, Postigo Cerrado , Primeira Comunhão .Júlia ,Victor, António e Isabel são os nossos “famous four” para Livrepool na taleiga da nossa querida Tchoquerinha.
Que vivam as Fragas da nossa Transmontanya.Apitem, todos!
Ps. Salvo seja, estou mesmo a precisar do Alto da Ventosa .

Lelia Rebordina

Anónimo disse...

Se pensam que a pinga é toda para mim ,andam a passear na praça.Vou com o meu Zé ...tá tudo dito.
L.R.

eXTReMe Tracker