torredemoncorvoinblog@gmail.com

sábado, 13 de junho de 2009

as palavras e as pedras


Permitam-me a liberdade de colocar no frontespício do blogue um painel de trabalho, arte e de recolhimento. Este rústico labor de suor e paciência esconde a Ermida da Senhora da Teixeira, mas, como ela, lança-nos o olhar para a verdadeira essência.
Se atentarmos ao muro, como as pedras nos ensinam a beleza da simplicidade!

Façamos deste espaço um encontro de Moncorvo.
Sintam-se em casa!

11 comentários:

Wanda disse...

Olá!

Vasdoal, a simplicidade é deliciosa, não contém máscaras, nem ostentação nem pode ser fabricada, ela é autenticidade.
Veja nas pedras do muro da foto do blog, cada uma no seu tamanho, cor e espessura, formaram uma parede firme, sem que se tenha construído blocos todos idênticos para a sua construção .
Essas pedras podem bem simbolizar as pessoas, cada qual ao seu jeito,formam a população.
Tudo muito simples mas que nós teimamos em complicar, dividindo em títulos,nações, cor,religião,partido, etc...
O mundo só será perfeito quando a humanidade for igual a esse muro:simples, homogêneo e forte!
Costumo citar uma frase que li não sei onde:
"O problema é que quero muitas coisas simples, então pareço exigente".
Abraço
Wanda
São Paulo 14 de junho de 2009

LPSMULTINET disse...

Foi com pena que reparei em comentários menos dignos e que não correspondem à verdade, tentarem advinhar é dificil, um desejo que o Blog percorra caminhos que deve percorrer.

Marco Deus disse...

Faço das palavras do Vasdoal, as minhas. Façamos deste espaço um lugar de reencontro e de harmonia, afinal, foi para isso que ele foi criado.

Anónimo disse...

Belo muro! conheço o muro e o ermitério.
O ermitério era um lugar de recolhimento, mas o eremita-fundador, segundo dizem, foi sete vezes a Roma para ver as pinturas da capela Sixtina. E, além disso, este ermitério ficava ao lado de um caminho. Ou seja, os eremitas eram mais cosmopolitas do que possa imaginar... Melhor ainda: não viviam "orgulhosamente sós", nem achavam que era melhor estar sós do que....
E, decerto, fizeram esse muro com as pedras que lhes atiraram... Que essa lição de vida seja aporveitada e que para diante seja o Caminho!!
Força Amigos!!!

J. Rodrigues Dias disse...

Olá:

As palavras da Wanda fizeram-me pensar na Romã! É curioso como os conceitos importantes são todos intrinsecamente simples! Tão simples que temos que os complicar! Complicando-os, deixamos de os entender. Não os entendendo, fica-se perdido! Perdido no nada!

Um abraço,

J. Rodrigues Dias

Júlia Ribeiro disse...

Quando há mudança na casa , há sempre coisas a arrumar, para bem receber os Amigos e todos aqueles que queiram entrar. E a quem bater à porta, diremos aquelas palavras tão transmontanas e tão cristalinas na sua simplicidade: "Entre quem é".
Um abraço muito grande
Júlia Ribeiro

Anónimo disse...

Espero que isto continue. Este Sitio, que é de todos e de visita diária obrigatoria, mantem-nos a nós que estamos longe, demasiado longe, agarrados a esse pedaço de fragas que é de todos e que em realidade nunca deixamos. Por favor que ninguem tente destrui-lo. Todos fazem falta, mas atençäo, näo há insubstituiveis...
Abraços
MM

Júlia Ribeiro disse...

Amiga Maria da Misericórdia,

Subscrevo inteiramente as suas palavras: ninguém há-de destruir este Sítio, ninguém é insubstituível e todos fazem falta.

Um abraço
Júlia

Anónimo disse...

Pessoal, não se apoquentem, o nosso Blogue voltou!!! quiçá renascendo de cinzas, como a fénix!!!

Anónimo disse...

Esclarecimento:M.M. não é M.da M., embora esta tenha assinado uma vez, por engano,M.M.De qualquer modo,também subscreve"inteiramente as palavras de M.M."
Um abraço, Julinha.
M. da M.

Anónimo disse...

M.M,M da M..Algum é o Manel da Mala?

eXTReMe Tracker