torredemoncorvoinblog@gmail.com

quinta-feira, 16 de julho de 2009

Abrigo de pastor

Abrigo algures na Açoreira, já a espreitar o Douro. ( J. Costa -2008)

Vida errante a do pastor, mas sedutora, pelo contínuo abraço à terra.

2 comentários:

Júlia Ribeiro disse...

Olá, Vasdoal:

Acrescentemos que árdua é também a vida do pastor, dado que essas pastagens nem sempre são verdes nem planícies ... Permanece o abraço telúrico.

Júlia

Anónimo disse...

Dois excelentes registos etnográficos!

"- Vida de pastor, vida de Senhor" - diziam os lavradores (sempre pouco amistosos com os pastores que às vezes lhes deixavam ir os gados para as terras de cultivo): " - Mas rabo molhado, vida do diabo"... - respondiam os pastores quando tinham de andar à chuva a apascentar o gado, ou a recolhê-lo nas côrtes ou malhadas, enquanto o lavrador se refugiava no aconchego da cozinha com boa lareira...
N.

eXTReMe Tracker