torredemoncorvoinblog@gmail.com

domingo, 9 de agosto de 2009

Luar-dos-Montes

Momento registado enquanto um cãozito, encostado à máquina fotográfica, ladrava à Lua. Não conseguiu os seus intentos, mas emprestou ao cenário uma musicalidade magnífica.

7 comentários:

Anónimo disse...

Caro Vasdoal,
Uma excelente fotografia, Parabéns!
Parafraseando G. Junqueiro, "a Lua branca (amarela, neste caso), parece a alma de um justo subindo direita aos céus"! A Serra só pode ser o Roborêdo, vista da zona de Sequeiros, não?? O vale em 1º plano, será o vale da Salgada? - Uma boa foto para uns novos Contos ao Luar de Agosto (tem a palavra a Drª Júlia Biló...).
Quanto ao canito, deixa-o lá! cães que ladram à lua, ou às caravanas, são inofensivos. Tal como a caravana, também a Lua vai passando, lá bem no alto, ignorando os la(dra)mentos dos anónimos seres que vegetam cá em baixo... aquele abraço,
N.

A.B. disse...

Bela imagem ao anoitecer ou amanhecer fica a dúvida, pode ser tirada da zona de Ligares Peredo ??.

Todos nós pensamos, todos temos a capacidade (e em geral o hábito) de criticar o trabalho dos outros. Então todos nós naturalmente pensamos criticamente, certo?

Ora se forem capazes de fazer melhor tanto melhor não podemos criticar se o não soubermos fazer.

Por vezes os criticos tem uma influência externa que para além da critica nada fazem nem nada sabem, a acção é limitada e a aplicação de um raciocínio é relativamente restrito.


Portanto, das análises que devem ser feitas, depararmos com uma alegação qualquer, se o argumento utilizado é válido e se as premissas do argumento são verdadeiras. Se isto for o caso, podemos realmente acreditar, caso contrário nada pode ser concluído.

A.B. Cdo Mundo - Jornalista

Anónimo disse...

Há decerto mais mundos. Mais que já existiam antes de nós e continuarão a existir depois de nós.
E, do magnífico balcão para a metafísica que é Moncorvo e o seu luar, só me ocorre agora Alberto Caeiro:-

"Mas se Deus é as flores e as árvores
E os montes e sol e o luar,
Então acredito nele,
Então acredito nele a toda a hora,
E a minha vida é toda uma oração e uma missa,
E uma comunhão com os olhos e pelos ouvidos.

Mas se Deus é as árvores e as flores
E os montes e o luar e o sol,
Para que lhe chamo eu Deus?
Chamo-lhe flores e árvores e montes e sol e luar;
Porque, se ele se fez, para eu o ver,
Sol e luar e flores e árvores e montes,
Se ele me aparece como sendo árvores e montes
E luar e sol e flores,
É que ele quer que eu o conheça
Como árvores e montes e flores e luar e sol."

Abraços estivais para todos os Amigos.
Daniel

Anónimo disse...

Hola amigos.Que estos días de fiestas sean felices para todos vosotros.
En cuanto a la fotografía Joao,si amplias mas, o acercas el objetivo, se puede ver el haz de espino que porta en castigo a sus espaldas,un gallego decimos aquí,por trabajar en domingo.
En verdad que ayer la luna estaba preciosa.Un abrazo a todos.Angel

Wanda disse...

Olá!
Uma bela foto!
Assisti ao filme " Duas vidas "(com Bruce Willis), o personagem se questionar quando era ainda criança, e mesmo depois de adulto, não saber responder o porque da lua fica alaranjada às vezes... Eu, como também não sabia e fiquei morrendo de curiosidade, descobri que a resposta é dada no fim do filme,a razão da cor alaranjada da lua deve-se à camada espessa da atmosfera da terra. Ao dispersar a luz, as de cores amarela, laranja e vermelha atravessam mais facilmente essa camada. Vemos então apenas essas cores .
Afinal uma lua alaranjada é motivo dos poetas e sonhadores escreverem seus devaneios e seus suspiros.
E de fotógrafos eternizarem esse momento.

Abraço
Wanda
São Paulo,10 de agosto de 2009

Marco Deus disse...

Um belíssimo momento muito bem captado, a lua solitária como que iluminando os seres mais melancólicos cá em baixo. Pois bem que como qualquer cão de Vila que se preze..temos que ladrar à Lua e ver se alguém nos escuta!

Um bem haja.

Cão D'vila disse...

AAhúúúúúúúúúú!....

ass.: Cão de vila (dos de raça!... digo, dos de gema!)

eXTReMe Tracker