torredemoncorvoinblog@gmail.com

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

O gesto do tempo


Esta amêndoa
Vida dura de casca
e um miolo - coração terno
mas tantas vezes
partido

1 comentário:

Anónimo disse...

Caro Vasdoal,
Excelente fotografia e extraordinária legenda! - Faz-me lembrar aquele poema do nosso Torga, o do (auto)Retrato: "O meu perfil é duro como o perfil do mundo. /Quem adivinha nele a graça da poesia? /Pedra talhada a pico e sofrimento, /É um muro hostil à volta do pomar. /Lá dentro há frutos, há água, há quanto
Faz um poema doce e desejado:/
Mas quem passa na rua/ Nem sequer sonha que do outro lado /A paisagem da vida continua" (cito de memória, pelo que pode falhar qualquer coisa).

- Também a casca da amêndoa é dura, mas dentro, no âmago, há um fruto que de amoroso até serve para fazer "casamentos" (com figos). É claro que, quem vê caras, não vê corações, e, como tal, também entre as amêndoas, há algumas bem amargas e até com certa dose de veneno (cianeto).

Cá pelas nossas terras, é tempo de apanha da amêndoa - que este ano houve muita! Também já começaram as vindimas. Em breve cheirará a mosto, lá para os lados da Cooperativa, e em alguma ou outra casa das nossas aldeias, onde ainda se faz o burdadeiro produto caseiro.
n.

eXTReMe Tracker