torredemoncorvoinblog@gmail.com

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Drª. Lourdes Rocha Girão

Drª. Lourdes Girão recitando um poema, no auditório do Museu do Ferro, em 25.03.2006 (foto de A. Basaloco/Arquivo do Museu)

Se há pessoas que passam pela vida sem que o mundo delas se aperceba, tal não foi, decididamente, o caso da Drª. Lourdes Girão. Médica conceituada, albicastrense por nascimento, veio para Torre de Moncorvo por via do seu casamento com o advogado Dr. Carlos Girão, natural do Felgar. Foi directora do Centro de Saúde local, escreveu e publicou livros (poesia e prosa), cantava o fado de forma exímia e tocante, pintou quadros, teve intervenção política, foi esposa dedicada e mãe extremosa. Mulher lutadora, chegou a vencer a doença, tendo criado uma associação de apoio a doentes de foro oncológico, mas chegou o dia em que o mal foi mais forte. Aconteceu no passado dia 16, tendo-se realizado a última homenagem no dia de ontem, na igreja matriz de Torre de Moncorvo, perante uma numerosa multidão. Fica em perpétuo descanso na aldeia do Felgar, terra de seu marido, a quem endereçamos sentidos pêsames, bem como a seus filhos João e José, e toda a família enlutada.

4 comentários:

Anónimo disse...

Os meus sentidos pêsames,a toda a família enlutada.
Ac

Anónimo disse...

Manifesto o meu pesar, a toda a familia, da senhora que foi a minha médica de familia.

António Filipe C.

Anónimo disse...

Ao Carlos, os meus sentidos pêsames...

Artur Ledesma

Júlia Ribeiro disse...

Não conheci pessoalmente a Dra. Lourdes Girão, mas li a sua poesia que muito aprecio.
Endereço os meus sentidos pêsames à Família.

Júlia Ribeiro

eXTReMe Tracker