torredemoncorvoinblog@gmail.com

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Aconteceu em Moncorvo, há mais de um século...

«1890 Dezembro, 9 - foiçe daqui o snr. Doutor Trigo.

1899 Dezembro, 9 - saiu desta villa para o Luabo, África Oriental, o Abel Adriano Gomes.

1900, Dia 9 de Dezembro, o filho Raule [Raúl] do Viçente Sugão deu sem querer um tiro de revolve na irman.»

In: Caderneta de Lembranças, de Francisco Justiniano de Castro (transcrição de Águedo de Oliveira, edição dos Amigos de Bragança, 1975).

Nota 1: foi respeitada a ortografia do autor, F.Justiniano de Castro, tal como foi transcrita por Águedo de Oliveira.

Nota 2: o Abel Gomes aqui mencionado, trabalhou (ou dirigiu?) em Moçambique, uma companhia de extração de pérolas. Regressou posteriormente a Moncorvo, onde comprou o terreno e capela de N. Srª. da Teixeira, que ainda hoje se mantém na posse da família.

Nota 3: quanto à alcunha (ou apelido?) de Sugões, note-se que aparece também um Sugão nos Ares da Minha Serra, de Campos Monteiro. Trata-se de uma família antiga de Moncorvo, de extracto popular, de que ainda há descendentes.

1 comentário:

Júlia Ribeiro disse...

Essa "Caderneta de Lembranças" de Francisco Justiniano de Castro é um extraordinário manancial de factos, cenas, acontecimentos da vida diária das pessoas de Moncorvo de há há mais de cem anos.
Pena que não haja mais "cadernetas de lembranças".

Júlia

eXTReMe Tracker