torredemoncorvoinblog@gmail.com

sábado, 13 de setembro de 2008

P’ra lá do portão



P’ra lá do portão,
Onde o tempo se apaga,
E a luz se acende,
O espírito ascende.
Sobe a montanha,
Que o sol afaga,
P’ra lá do portão.
Porta da vida,
Entrada, saída,
Por lanças guardada.
Ponto de encontro,
Do tudo, e do nada.

2 comentários:

angel disse...

Hermosa Anibal,dame referencia de ella.
Veo que el PARM está realizando mucas actividades,pero siempre me entero a posteriori.
Saludos. Angel

AGoncalves disse...

Olá Angel, a fotografia foi tirada na Adeganha, no dia 06-07-2008.
É a porta do cemitério...daí o poema.
Um abraço

eXTReMe Tracker