torredemoncorvoinblog@gmail.com

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

ICONOGRAFIA REPUBLICANA



Curioso rótulo de vinho do Porto, Quinta do Sabor, de Manuel Joaquim Pinto [estabelecido em Vila Nova de Gaia desde 1889, com armazéns de vinho do Porto, M.J.P. compra propriedades vinícolas no Douro (1898) e na Foz do Sabor estabelece a sede da sua actividade]. - J.M.M.
No blogue "Bernardino Machado" faz-se referência à preocupação deste ilustre republicano (que por duas vezes viria a ser Presidente da República, em 1915-1917 e 1925-1926), sobre a questão vitivinícola: "Para Bernardino Machado o problema vitícola nacional esteve sempre presente, quer no governo de 1893, quer durante a República. No Congresso Vitícola Nacional, realizado em Fevereiro de 1895, proferiu um discurso que reproduzimos do folheto "Os Vinhos Portugueses" [segue-se edição do discurso em fac-símile - ver o blogue citado, clicando sobre o seguinte endereço electrónico:

http://manuel-bernardinomachado.blogspot.com/2010/02/bernardino-machado-e-viticultura.html )

2 comentários:

N.Campos disse...

Felicito o Rogério por esta magnífica descoberta "blogosférica"!
Este rótulo é uma preciosidade: não só por revelar a antiguidade do produtor Manoel Joaquim Pinto (presumimos que ascendente do seu homónimo actual, produtor do vinho Casa da Palmeira, passe a publicidade), mas por nos mostrar o armazém que ainda hoje lá está e onde se encontra o posto de venda dos vinhos do actual Manuel J. Pinto.
Seria de averiguar se o rótulo é anterior a 1910, já que M.J.P, se estabeleceu em Gaia em 1889 e detinha propriedades na Foz do Sabor em 1898, como se diz na legenda do "Almanaque Republicano". Assim sendo, não deixa de ser algo corajoso, alguém associar o ícone da senhora do barrete frígio (ainda por cima vestida de vermelho com um raminho verde na mão), a um escudo (de "tipo francês" e em uso pela Casa de Bragança, mas destituído de coroa!!!). Ou será que este rótulo é já posterior ao 5 de Outubro?? Um caso a indagar junto do Sr. Manuel Pinto. - Trabalho para o Rogério, cronista-mór da República destes "reinos" d'Aquém Sabor e Douro.
Parabéns pela revelação - em que só falta a tasca da Aurora!

Anónimo disse...

Acerca deste Manuel Joaquim Pinto, avô do actual proprietário da Casa da Palmeira, na Foz do Sabor pode acrescentar-se que foi ele que ofereceu à câmara municipal de Moncorvo a primeira bandeira da República que foi hasteada nos paços do concelho, conforme consta de uma acta da câmara agradecendo tal oferta.

eXTReMe Tracker