torredemoncorvoinblog@gmail.com

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

"Na intuição do Tempo" - novo livro de António Sá Gué

Um novo livro de autoria do nosso conterrâneo António Sá Gué é apresentado hoje no Porto e amanhã em Valongo, onde reside o autor.
Aqui fica uma sinopse do romance, que gira em torno de uma conversa entre várias personagens, passageiros numa viagem de combóio (certamente pela linha do Douro), cada qual com a sua experiência de vida:
Será possível fazer a síntese de um determinado tempo e percepcionar o futuro? Que movimentos, que ideias nos influenciaram e nos fizeram seguir em determinada direcção? Este é o propósito deste livro, que procura condensar alguns dos movimentos sociais do século XX, materializados em personagens-tipo que interagem dentro do comboio do tempo, um tubo de ensaio onde as personagens exteriorizam os seus pensamentos, ora os verbalizando, ora comentando a paisagem que vai surgindo através da vidraça do imperecível comboio, permanentemente fustigado pela força das intempéries da tecnologia e que o engenheiro Norberto acredita dominar.
Nada acontece por acaso.
Que influência teve nas gerações seguintes a revolução geracional dos anos 60, representada pelo Horácio, um estudante influenciado pelo movimento hippie? Que peso teve a queda do muro de Berlim e a Guerra Fria que o mundo viveu, e que morreu com o Gonzaga, um comunista idealista que ainda acredita na luta do proletariado? Aonde nos conduz o homo pouco sapiens que, embalado pelo chouto do comboio da globalização e do consumismo desenfreado, ainda acredita ser o maquinista e dominar a máquina, travar e acelerar sempre que o desejar, mas, em boa verdade, já não tem os freios para poder orientar essa possante besta que a todos arrasta?
- António Sá Gué

António Sá Gué nasceu em Carviçais (1959), completou o ensino secundário em Torre de Moncorvo e, com 20 anos, alistou-se como voluntário no Exército português. Fez a carreira das armas, acabando por se formar no Instituto Superior Militar, o que o faz ascender ao oficialato. Estreou-se na escrita em 2007 com a publicação do romance As Duas Faces da Moeda (edit. por Papiro Editora), logo seguido de Mimos e contos de Natal (em co-autoria) e Contos dos Montes Ermos (editado por ArtEscrita). Já este ano, por ocasião das comemorações do 25 de Abril, foi apresentado outro livro de sua autoria - Fantasmas de uma revolução - que, de certo modo, prolonga os dramas de As duas faces da moeda.

Na intuição do Tempo são as angústias existenciais do nosso tempo, vivenciadas pelo cidadão comum, e, naturalmente, também pelo autor.

Para saber mais sobre A. Sá Gué, ver: http://antoniosague.blogspot.com/

E amanhã não se esqueça: a apresentação pública do novo livro, a cargo do nosso colega de Blogue Rogério Rodrigues, é na Biblioteca Municipal de Valongo, pelas 21,30h.

Desde já as nossas felicitações ao António Sá Gué e desejo do maior sucesso!

2 comentários:

Júlia Ribeiro disse...

Sá Gué:

Fico com imensa pena quando não posso estar presente a apresentação de obras dos Amigos. Principalmente quando sei, à partida, que são de grande qualidade.

Vou pedir o seu livro à Editora.

Ao Sá Gué deixo um abraço amigo e desejo-lhe muito êxito.

Júlia

António Sá Gué disse...

Obrigada!
Abraço.
Penso que a Júlia vive em Lisboa, se assim é, pode adquiri-la na Livraria Portugal, no Chiado, ou então, na Livraria Escolar Editora, que fica no Edifício Caleidoscópio no
Jardim do Campo Grande

eXTReMe Tracker