torredemoncorvoinblog@gmail.com

sexta-feira, 6 de junho de 2008

Curiosidade

Vocês sabiam que...
O Museu do Ferro já tem Site?
Faltam só limar umas arestas, colocar uns textitos e pronto.

espreitem
http://www.museudoferroedaregiaodemoncorvo.net

2 comentários:

LOPES/SETÚBAL disse...

Quando pensamos em fazer e fazemos algo é um caminho que nos parece longo ou difícil de alcançar, mas isso não significa que devemos desistir ou adiar, só nos diz que devemos e precisamos começar o mais rápido possível.
Quando e apesar das ideias de alguns contrárias aquilo que nos proposemos fazer, mesmo esses devemos ignorar, porque dificil é alcançar um caminho para a nossa manutenção, mas à que continuar na divulgação de uma região esquecida e por vezes ignorada pelos próprios naturais da região.
Bem haja Museu do Ferro no quer e na vontade de divulgar toda a região do ferro e que muitos nem sabem que temos a maior mina de ferro da Europa a Céu aberto na nossa querida Serra quase morta, mas é com todas estas iniciativas que juntos lá chegaremos.

Webmaster - Site e Blog de Mós não oficiais - um grande abraço para todos os transmontanos.
LOPES

n. disse...

Viva amigo e conterrâneo António Lopes!
obrigado por mais este estímulo. O "site" do museu ainda está em construção e experimentação, mas em breve esperamos que esteja a 100%, com ajuda do nosso amigo e colaborador António Basaloco (um freixenista radicado em Moncorvo). O objectivo é projectar mais longe as nossas terras, os nossos valores e a nossa História, procurando a que as pessoas locais se reencontrem consigo próprias e que as que são de fora se motivem a visitar-nos. Se houver Turismo, podem-se vender certos produtos (dos nossos e dos bôs) à nossa porta, sem ser preciso enviá-los para as "grandes superfícies", dando os lucros aos intermediários. Só pelo turismo podemos reanimar a economia local, combatendo a desertificação total. É este o grande objectivo pelo qual temos de lutar. Quanto aos "críticos", sempre os houve e há-de haver (da mesma maneira que há as pulgas, os carrapatos, os piolhos, as garrochas, os percevejos, etc). Mas desde que a críticas sejas construtivas, tudo bem, devemos aceitá-las, para melhorarmos e corrigirmos o que se pode fazer melhor. Quanto aos que actuam só por despeito ou má-língua, é melhor ignorar.
Grande abraço cá das fragas, aí para as terras do Sul,
N.

eXTReMe Tracker