torredemoncorvoinblog@gmail.com

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Festas da Vila e do Concelho

(clique na imagem para aumentar)

4 comentários:

Anónimo disse...

Moncorvo espera por si!!
Boas Festas!
C. d'Vila

Anónimo disse...

para além do cartaz o que há mais na vila? programas paralelos,pistas...e obrigado pela informação.
C.Defora

Anónimo disse...

FOTOS E POST DESTES CRIMES!

País > Bragança > Torre de Moncorvo


Actos sucessivos de vandalismo destroem Igreja Matriz
00h30m
GLÓRIA LOPES
O adro da Igreja Matriz de Torre de Moncorvo, classificada como Monumento Nacional desde 1910, tem sido alvo de actos de vandalismo. A última situação ocorreu no passado fim-de-semana. Um elemento escultórico, composto por pináculo de granito e rematado com uma bola foi derrubado e partido em vários fragmentos, sendo impossível de recuperar, restando agora a sua substituição por um novo, perdendo-se o seu valor histórico.

As situações vêm-se repetindo nos últimos anos, sem que ninguém intervenha. Os casos estão a preocupar o Projecto Arqueológico da Região de Moncorvo (PARM) que reclama uma intervenção por parte das entidades competentes, nomeadamente do Instituto Português do Património Arquitectónico (IPPAR), no sentido de aquele património ser preservado, bem como sugere uma maior vigilância por parte da GNR. "A bola do referido pináculo já foi transportada pelas ruas da vila, e posteriormente abandonada, mas isto só aconteceu, porque a primeira vez que o pináculo foi vandalizado, não foi recolhido ao alpendre, como devia ter sido por protecção", acrescentou Nelson Rebanda, do PARM.

Os casos de vandalismo no exterior do tempo começaram há alguns anos, nomeadamente com a inscrição de grafittis nas paredes de granito, que deram origem a processos em tribunal. "Estas pinturas obrigam a operações de remoção dispendiosas", referiu Nelson Rebanda.

Nas últimas semanas o adro do edifício mais parece uma lixeira, porque ali são abandonadas garrafas, apesar de na parte exterior do muro existir um caixote do lixo.

A igreja de Torre de Moncorvo é uma das mais imponentes de Trás-os-Montes. É a de maiores dimensões e demorou 100 anos a ser construída.

Nelson Rebanda acrescentou que, se por um lado, os bares instalados no centro histórico vieram dar dinamismo àquela zona, também têm como desvantagem o facto de atraírem gente que não têm respeito pelo património. "Estamos na presença de uma libertinagem por parte de uma 'jumentude' e não juventude que se diverte a estragar o que custou muito a construir", lamentou

Anónimo disse...

Sobre os "actos impróprios" em redor da igreja matriz de Torre de Moncorvo, ver: http://parm-moncorvo.blogspot.com/2009/08/vandalismo-em-redor-da-igreja-matriz-de.html

eXTReMe Tracker