torredemoncorvoinblog@gmail.com

domingo, 11 de maio de 2008

aromas e sabores


Uma saladinha de azedas e de "merujas" a preparar o " lastro" para a perdiz no tacho

Algures em Moncorvo ( UH!!! Desculpem, mas não divulgo o local ...)


Prontinhas a comer, depois de apanhadas, cortadas em finas rodelas e salteadas em azeite, alho e miolo de pão, apresento as "batatinhas", espécie de trufas brancas, encontradas e comidas em 27/ 2/2006, no lugar de Sequeiros, Torre de Moncorvo. Nem todos os anos produzem este petisco.Em Bragança, chamam-lhe "abezós".

Espargo ( aspargus acutifolius)
Açoreira
Nêveda (calamintha baetica)
Açoreira. Torre de Moncorvo
Vaquinhas do castanheiro ( Fistulina hepatica)
Serra do Roboredo.






5 comentários:

N. disse...

Obrigado, Vasdoal, por partilhares connosco estes petiscos regionais. Que a alta cozinha francesa ou os chico-espertos espanhóis não nos venham devassar e fazer desaparecer de vez estes petiscos que a Mãe-Natureza prodigalizou a quem com ela tem uma relação ancestral. No concelho de Torre de Moncorvo há um outro sítio de trufas (não sei se iguais a estas), o qual é conhecido de alguns habitantes, mas obviamente não vou dizer aqui, pois é capaz de haver criaturas ávidas de lucros e de matar galinhas-de-ovos de ouro que seriam capazes de lavrar todo um campo com máquinas para ver se as encontravam. Já agora, vai uma dica que se calhar nem devia dizer: usem um porco, meus senhores!
Como um personagem da "Patagónia" de Bruce Chatwin, sempre direi: "Trás-os-Montes, Trás-os-Montes, não reveles os teus segredos aos néscios!"....

Anónimo disse...

Oh Vasdoal, não será por causa das tais trufas de Sequeiros, de apetitoso aspecto, que terá nascido a tal expressão de "pedir batatinhas"??? ehehhe

Xo_oX disse...

Também me recordo de comer dessas "trufas" em garoto...

Anónimo disse...

Hei, Vasdoal, já pensaste em abrir um restaurante regional??? Isto é só coisas boas, de fazer en-augar um cão....
conta já comigo como cliente!!!
Se houvesse mais imaginação por parte dos nossos restaurantes locais, algo que ultrapassasse a batata frita com o bife, e se de vez em quando fizessem umas incursões nestas coisas de saber ancestral... tínhamos aqui turistas como moscas... Bem, e com umas fotos destas no Cardápio, acho que até os reis de Espanha cá vinham...

Anónimo disse...

yo estuve en esas tierras...y se meten en el alma.

eXTReMe Tracker